Imagem capa - Coronavírus + casamentos: Não pare de sonhar por Silas Coelho
BLOGPERGUNTAS FREQUENTESDICAS

Coronavírus + casamentos: Não pare de sonhar

Coronavírus + casamento: Não pare de sonhar


A pandemia de Coronavírus pegou incontáveis noivos de surpresa! Noivos, fotógrafos, cinegrafistas, buffet, decoradores, espaços de festas, igrejas, lojas... Uma infinidade de negócios e fornecedores. 


A esta lista, acrescente hotéis, pousadas e afins; cruzeiros, empresas aéreas e de ônibus; comércios locais... Aí a gente insere mais o medo da doença, as incertezas geradas, os investimentos já perdidos... Sim, é um cenário que ninguém gostaria de estar vivendo! 


Parece desesperador.




No entanto, há soluções e, pensando em amenizar a apreensão do momento e trazer um pouco de luz a isso tudo, eu separei algumas sugestões para que vocês não desistam do sonho de casar! A dica zero é: respire fundo e encontre serenidade!


1. Não cancele. Adie.

Como não há previsão de quando tudo voltará à normalidade, tente organizar duas possibilidades de dia: por exemplo, se o seu casamento está marcado para  agosto ou setembro, estipule uma data a "médio prazo" (outubro ou novembro, mas, como são os meses normalmente mais concorridos no segundo semestre, não descarte remarcar para dezembro) e outra a "longo prazo" (2021). Combine isso com todos que tiverem relação com a cerimônia. Pense também na possibilidade de novos dias da semana fora o famoso sábado: uma sexta ou um domingo, que tal?




2. Fornecedor sem data!

Algum fornecedor não tem nenhuma data que seria viável para vocês? A agenda dele não se encaixa com a dos demais fornecedores em nenhuma possibilidade? Vocês podem tentar que ele indique um profissional de extrema confiança dele para que você conheça o trabalho. Às vezes, isso é necessário e eles mantêm uma parceria entre si, mas deixe isso para último caso, certo? Vocês devem ser aliados neste momento. Tem assessoria? Ela é a peça-chave para auxiliar nisso tudo, mas tudo mesmo!




3. Negocie.

Faça negociação de tudo o que puder com todos os fornecedores, mas tenha em mente também que alguns deles já arcaram com investimentos a depender da data da sua cerimônia. Transparência é fundamental!


4. Redução de custos.

Não será possível manter a mesma estrutura? Que tal um miniwedding? Pode ser um almoço em um domingo. Acho bem chique! É até mais fácil para conseguir agenda com os fornecedores. Pense em outros formatos que agradem vocês!




5. Não aguentam esperar?

Dá pra fazer um ritual do casal até em casa mesmo na data que estava inicialmente agendada! Ler os votos, trocar as alianças, sentir a emoção do amor, transmitir via live... E deixar a cerimônia com os amigos e familiares mais para a frente! É o "elopement wedding", uma tendência mais intimista. A diferença é que, com a adaptação que o momento pede, vocês não irão viajar para isso!


6. Home office: o planejamento continua!

Não é porque estamos respeitando o isolamento social que devemos parar de planejar e organizar! Inclusive, muitos fornecedores estão trabalhando no modelo home office. Aproveite para fazer tudo com um pouco mais de calma!


Passado o susto inicial, tudo vai se encaixando e a gente vê que é possível não abrir mão de algo tão desejado e que ficará para sempre na memória e na história do casal e da família inteira.




Se ainda não conversamos, entre em contato, direto no meu whatsapp clicando aqui


Eu vou adorar trocar uma ideia, pensar em soluções para cada situação e negociar as melhores condições para que o seu sonho se torne realidade!